Assembleia da República

O Politicamente Correcto Mata e Está a Matar

Estamos a ser bombardeados com as imagens vindas da Ucrânia, vários refugiados aparecem, o desespero de fugir, ainda assim continuamos impávidos e serenos enquanto vemos a coragem dos ucranianos e dos soldados ucranianos, uma ferida está aberta e esta geração nunca se irá esquecer.

Foi criado um “consórcio” da JS, JSD, JP, PAN e Iniciativa Liberal a propósito de manifestação no domingo, 27 de Fevereiro às 15h, contra a invasão da Ucrânia, em frente da embaixada russa.

Segundo informação recolhida o Bloco de Esquerda não subscreveu o manifesto e o PCP recusou, onde também foi o único a não condenar no Parlamento a mesma invasão. Mas o Bloco de Esquerda não está unido nisto, alguns compram a narrativa, e nutrem estima por Putin por este querer resgatar a URSS, ou porque acreditam na narrativa de a Ucrânia estar infestada de neonazis. Estes partidos em nada são democráticos e saem impunes a acontecimentos destes, quando nós sabemos a condenação do CHEGA a propósito da sua simpatia com a Hungria.

Parem de comparar Putin a Hitler, comparem-no a Estaline, líder comunista da URSS que matou mais ainda que Hitler, e que inspira Putin, não Hitler.

Nada me tira da cabeça que se fosse tirada uma vida negra numa rua americana as ruas neste momento estavam cheias, ou se um woke qualquer se lembrasse de convocar uma greve climática estaria a fazer bloquear ruas lisboetas, mas como são ucranianos, lá longe…. Ou até mesmo a falta de liberdade no Canadá onde governa o Tirano liberal Justin Trudeau, mas rapidamente se colocam rótulos para justificar a não acção e o não protesto: “negacionistas”; “nazis” ou “homens supremacistas brancos”, não sabia que uma mulher idosa indígena abalroada por um polícia a cavalo era um homem branco supremacista.

Mas este politicamente correcto que começou a minar a nossa sociedade ocidental e que deu espaço a estes wokes militantes da cancel culture, que decidem o que se deve falar ou não. Terão aqueles perfis com a bandeira da Palestina já alterado para a bandeira ucraniana? Provavelmente nunca o irão fazer.

Putin apercebeu-se que o Ocidente está em guerra civil ideológica e de valores e com homens/lideranças fracas então foi o momento ideal, até porque a vida também não está boa para o povo russo no geral.

Este excesso de zelo, de preocupação, porque não se pode ofender este e aquele, e as grandes reformas ficam na gaveta, as afirmações e convicções ficam na gaveta, saudades dos antigos líderes europeus de convicções e não no recuo dos seus valores, porque têm medo de serem cancelados, difamados por estes militantes que agora estão calados, porque não têm qualquer profundidade política para discutir o quer que seja, apenas sabem berrar umas frases que rimam, mas nada fazem efectivamente, são os anti capitalistas de Iphone no bolso e McDonalds no estômago.

Muita força à Ucrânia, aos seus homens de guerra e aos filhos da Ucrânia que têm algo que aprecio muito: patriotismo, real amor à sua pátria, algo que estes wokes também nos querem tirar, mas espero que nunca o consigam fazer.

É preciso tomar accção, é preciso defender os nossos valores europeus, os nossos valores ocidentais, porque o polititcamente correcto mata e está a matar.